APPs de vinhos, e voltando à antiga maneira… de Gabrielle Sousa em IN VINO VERITAS!

Primeira fotogarfia publicada no artigo APPs de vinhos, e voltando à antiga maneira…APPs de vinhos, e voltando à antiga maneira…
de Gabrielle Sousa publicado em IN VINO VERITAS!

Eu ando numa briga ferrenha com o iPhone. Uma bateria que não dura nada e que me deixa na mão quando mais preciso. E olhe que a última função dele tem sido telefonar! Há tempos queria falar dos apps, mas os estresses que andei passando com o telefone até me fizeram parar de baixar as novidades. Deixei de fotografar alguns vinhos interessantes por falta de bateria. Ontem finalmente recebi uma bateria extra, portátil, que comprei pra tentar minimizar esses eventos. Vamos ver!

Já baixei muita coisa sem sentindo e outras bem óbvias, como apps de revista e de importadora (o da Mistral para iPad é muito bom). Aqui preferi mostrar o que achei mais interessante.

Wine (free): É uma espécie de portal com notícias do vinho a nível global, produzido em Portugal. Acho bem legal pra saber as novidades e pautas sobre o assunto. Tem todo tipo de matéria, é uma boa forma de se atualizar sobre o mercado.

Vintage Chart (free): Essa é a tabela de safras da famosíssima Wine Spectator. Eu acho legal pra consultar, especialmente porque há a referência de guarda para as safras das mais diversas regiões produtoras do mundo e inclusive informando se já estaria na hora de degustar!

Wine Tag (free): Esse nunca usei porque simplesmente nunca vi um vinho seque com QRCode. :P Trata-se de um sistema de avaliação de rótulos e sei que muitos restaurantes em São Paulo usam ele para tornar a carta de vinhos mais iterativa, mas eu sinceramente ainda não achei muito uso pra mim. Confesso que essas avaliações em “nuvem” não me interessam muito. Qual a confiabilidade delas? Nenhuma. Ainda não deletei porque fico na expectativa de um dia conseguir usá-lo ou talvez entendê-lo melhor!

Corkbin (free): É uma rede social de vinhos. Lá o esquema é como no twitter: você segue as pessoas, as pessoas lhe seguem. A idéia é ir postando os vinhos, compartilhando com os seguidores. Tinha tudo pra ser ótimo mas a interface de publicação é muito restrita: só dá pra postar a foto do rótulo e alguns caracteres (não mais do que 200, imagino) na descrição.

Enoblogs (free): o aplicativo do enoblogs está meio “caduco” mas é lá que que se encontram todas as postagens dos blogs brasileiros sobre vinhos, inclusive deste blog! ;)

 

S-Bordeaux (free): é um aplicativo que promete consolidar todos os vinhos de bordeaux. No entanto eu não consegui encontrar nada além de um Gran Cru Classe que tenho na adega. O legal seria se eles ampliassem para os bordeaux “não classificados”, que é a maioria no mercado.

Smart Cave (€ 3,99): comprei esse, após avaliações positivas na rede, para administrar minha adega até descobrir que ele é… em francês. Não entendo nada, aí foi logo abandonado. Não custava nada ter uma versão em inglês, né?

Vinos Repsol (free): Guia de vinhos espanhóis classificados por tipo, pontuação, safra… Vale a pena para quem gosta dos rótulos espanhóis.

 

Já o Wine Notes é o meu queridinho. Também é free e perfeito para administrar a adega. Dá pra colocar toda as informações dos vinhos, inclusive quantidade em estoque, e você pode classificar e escolher o que quer beber de acordo com vários critérios: país, uva, safra. Com ele você consegue visualizar bem o que tem. Não tem jeito, quanto mais rótulos a gente vai comprando mais vai perdendo a noção do que está em adega.

No Wine Notes é possível também catalogar todas as informações de degustação como aromas, sabores, taninos, acidez, nota… Realmente muito completo e achei que tinha resolvido minha vida, mas ele não funciona quando você está com outras pessoas degustando o vinho. A não ser que você queira parecer anti-social e geek ao telefone enquanto os outros socializam, a louca enochata. A solução que encontrei para completar meu wine notes, e não parecer tão anti-social, foi voltar à velha moda da caderneta. Como boa engenheira sempre tinha um caderninho na bolsa, agora o que carrego é o moleskine de vinho que ganhei de Natal e que já é peça fundamental no meu ritual dos vinhos. Recomendo! ;)

Artigo original: APPs de vinhos, e voltando à antiga maneira… de Gabrielle Sousa publicado [dia January 24, 2012 at 04:55PM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios