Descomplicando o vinho de Alex em vinobits

Primeira fotogarfia publicada no artigo Descomplicando o vinhoDescomplicando o vinho
de Alex publicado em vinobits

Nestes últimos dias, impossibilitado de apreciar uma garrafa de vinho por conta de uma gripe dos diabos, aproveitei para acompanhar o pensamento alheio e me deparei com dois grandes artigos de renomados jornalistas do vinho.

ir de compras 1 Descomplicando o vinhoO primeiro foi escrito por Luiz Horta, do caderno Paladar do Estado de São Paulo, apresenta o sugestivo título Não beba rótulos. Partindo do simples fato de que “vinho bom é o que se bebe com gosto”, Horta adota uma postura bastante honesta ao confessar que já é possível adquirir vinhos em supermercados. Não apenas pela cada vez maior seleção, mas sobretudo porque os supermercados estão implementando ambientes climatizados e melhorias na exposição com a adoção de luzes mais brandas e adequadas a bebida.

asimov bio1 Descomplicando o vinhoA segunda materia é assinada por Isac Asimov, crítico de vinhos do New York Times: Wine in Two Words (vinho em duas palavras) e continuado em Summing Up Wine in Two Words. Reconhecendo a falência dos atuais sistemas de classificação de vinhos, baseados em infinitas listas de adjetivos e percepções subjetivas, Asimov propõe uma nova, simples e honesta forma de pensar a bebida a partir de dois grupos principais de qualidades: doce e salgado. Mas não tome ao pé da letra. Doce refere-se a muito mais que o mero açúcar presente no vinho, enquanto que salgado remete-nos a características de acidez, mineralidade e especiarias da bebida. Uma abordagem simples e eficiente para orientar e libertar o consumidor em suas escolhas.

Artigo original: Descomplicando o vinho de Alex publicado [dia February 28, 2011 at 12:52AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios