MAPA DO VINHO – PARTE XXXVIII – FRANÇA – JURA de alemdovinho em Além do Vinho

Primeira fotogarfia publicada no artigo MAPA DO VINHO – PARTE XXXVIII – FRANÇA – JURAMAPA DO VINHO – PARTE XXXVIII – FRANÇA – JURA
de alemdovinho publicado em Além do Vinho

23 02 2012

Ali entre a fronteira da Suíça e a Borgonha está a pequena região do Jura. Pequena de tamanho mas grande no seu ímpar vinho, o Vin Jaune ou vinho amarelo.

Veremos adiante.

Em Franche-Comte, na fronteira com a Suiça, está a pequena região do Jura que nos oferta esta  com a bela imagem dos vinhedo nos arredores da pequena cidade de Arbois.

Clima muito frio no inverno e  com verões curtos as vinhas são plantadas em região montanhosa algo em torno de 300 a 500 metros de altura criando vários micro-climas que favorecem as castas locais. Além das castas locais abaixo descritas planta-se a Pinot Noir e a Chardonnay.

A região montanhosa como esta da cidade de Arbois

A tinta Poulsard que  tem sido cultivada neste local desde o século 15. É plantada nas encostas íngrimes com solo argiloso e com boa drenagem, como tem a casca muito fina produz um vinho tinto de cor pálida que no estilo varietal é utilizado para fazer um ótimo rose ou vinificada no corte com a Pinot Noir.

Trousseau, a menos plantada no Jura porque exige muito sol e solos quentes para que possa desenvolver todo o seu potencial daí ser plantada apenas nos terroir que lhe favorece. Ao contrário da Pousard tem a casca grossa e escura produz um tinto de cor escura, tânico, volumoso e bastante longevo.

A branca Savagnin é também nativa da região e se mostra perfeitamente adequada ao solo e clima do Jura e serve de base ao famoso Vin Jaune ou vinho amarelo. Os estudiosos dizem que esta casta seria prima das Gewürtztraminer. Produz um vinho agradável e aromático também utilizada no corte com a Chardonnay.

O vinho típico do Jura é o Vin Jaune ou vinho amarelo feito com a Savigny em colheita tardia  com maior concentração de açúcar elaborando vinhos com nível de álcool em torno de 13 a 15%  de teor alcoólico. As uvas são fermentadas de maneira lenta e depois armazenadas em grandes barricas de madeira. A evaporação abre espaço para o oxigênio e os níveis não são repostos, desta maneira há uma lenta e gradual oxidação do vinho que adquire a sua cor amarela e sabor característicos de noz, frutas secas e damasco.

Também é muito interessante a Crémant Du Jura um sparkling rose em geral um corte de Pinot Noir e Poulsard. Com aromas delicados de cereja, morango e groselha, pena que pouco vem para o Brasil.

Gostar disto:

Be the first to like this .

Artigo original: MAPA DO VINHO – PARTE XXXVIII – FRANÇA – JURA de alemdovinho publicado [dia February 23, 2012 at 11:43PM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios