MAPA DO VINHO – PARTE 44 – FRANÇA – RHONE NORTE – HERMITAGE de alemdovinho em Além do Vinho

Primeira fotogarfia publicada no artigo MAPA DO VINHO – PARTE 44 – FRANÇA – RHONE NORTE – HERMITAGEMAPA DO VINHO – PARTE 44 – FRANÇA – RHONE NORTE – HERMITAGE
de alemdovinho publicado em Além do Vinho

Pois bem a pequena cidade Tain L’Hermitage é o coração do vale do Rhône. Mais uma vez em suas encostas, desta vez de quem sobe o Rhône no seu lado leste, estão plantados estes magníficos vinhedos. Só a foto já bastaria para alegrar o dia. Mas não é só de beleza que vive a região.

Diz a lenda que um cavaleiro templário, cansado das idas e vindas para o Oriente lutar nas cruzadas aqui estabeleceu-se e viveu como um Hermitage (eremita). Dizem, também, que as pequenas Igrejas e Capelas que ponteavam o caminho escondiam o dinheiro e outras riquezas saqueadas do Oriente ou mesmo serviam de cofre para que durante o caminho pudessem abastecerem-se. Logo veremos uma destas.

Sabe-se lá se trouxe ou melhorou as vinhas na região, mas o que importa e que daqui sai um dos melhores Syrah do que se pode produzir. Ao estilo Cote Rotie, forte, volumoso encorpado e bastante tânico assim com ótima vocação para envelhecer, com saúde, na garrafa. Após alguns anos temos um vinho rico de aromas, couro, especiarias, pimenta e um leve mentolado único que caracteriza um Syrah desta estirpe.

O clima continental ainda impera no vale do Rhône, inverno e verão bem demarcado sem muitas alterações climáticas favorecem o desenvolvimento de poucas, mas selecionadas castas.

A diferença, aqui para o resto do norte vale do Rhône é que as brancas Roussanne e Marsanne disputam palmo a palmo a qualidade e excelência da região.

Da Syrah já falamos, mas das brancas não.

A Roussanne é uma casta branca com cor avermelhada quando da sua colheita, produz brancos untuosos, ricos em aromas, nativas desta região do Rhône, fora dele se tem pouca notícia de algo que faça frente as aqui elaboradas. Aqui é corte com a Marsanne para produzir os aromáticos, ricos e volumosos brancos de Hermitage. Fazendo frente aos potentes Syrah.

Sua parceira inseparável a Marsanne que completa o trio das castas brancas do norte do vale do Rhône, junto com a Roussanne e a Viognier. Também nativa do Hermitage, mais prolixa e rentável que Roussanne vem dar a esta quantidade, qualidade e aromas mais florais e cítricos, já que a Roussanne sempre puxa para o mel e aromas de frutas secas, como damasco e tâmaras. Portanto vem dar vivacidade aos vinhos brancos do Hermitage.

Já falamos que a chave da longevidade dos vinhos brancos é a acidez o que não é o forte dos vinhos brancos de Hermitage, estes devem ser consumidos o mais jovem possível.

Gostar disto:

Be the first to like this .

Artigo original: MAPA DO VINHO – PARTE 44 – FRANÇA – RHONE NORTE – HERMITAGE de alemdovinho publicado [dia February 26, 2012 at 08:50PM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios