Vinho com Cannabis… de Cello Carneiro em Vinoarti

Primeira fotogarfia publicada no artigo Vinho com Cannabis…Vinho com Cannabis…
de Cello Carneiro publicado em Vinoarti

 


Depois de tanto falar em Salvaguarda e assuntos agradáveis, vamos falar de algo mais ameno… vinho com maconha.

Bem, é isso mesmo. A California berço da cultura hippie parece não conseguir se desprender da Contracultura, nem mesmo quando o assunto é vinho.

Secretamente – lógico – produtores californianos estão adicionando cannabis ao vinho, em geral, com Cabernet Sauvignon, que parece se adaptar melhor à viagem, digo, à mistura.

Segundo Crane Carter, presidente dos Cultivadores de Maconha do Napa Valley , o Pot Wine, como está sendo chamado, deixa o cidadão em estado alpha um pouco mais rápido. Se In vino veritas representa a famosa verdade do vinho, imaginem essa viagem levemente aditivada colocando sua mente para tergiversar sobre os problemas da sua vida (rsssss).

De acordo com Mike Steinberger, renomado autor californiano sobre vinhos, o Pot Wine possui um aroma hembal que remete a dormitório de faculdade ou a um show do Grateful Dead. É mais ou menos como dizer que o Por Wine nos remete a uma festa de república no Rio de Janeiro ou a um show de Bob Marley.

Obviamente, esse post não se dedica à apologia da “mardita herva”, pois meu tempo de faculdade já se foi há muito, mas para demonstrar que para a cultura do vinho não tem limites. Bizarro para uns, fantástico para outros, tudo que é sensorial depende de experiência própria.

O fato é que lá na Califórnia o Pot Wine é uma cara realidade, pois, dados os riscos processuais, em geral, as garrafas são vendidas acima da casa de U$ 100,00. Ou seja, não basta ser doidão… tem que ser doidão abastado (rssssss).

Do ponto de vista legal, vale dizer que naquele Estado, o uso medicinal da maconha é reconhecido pela Jurisprudência desde 1996 e embora o cultivo de forma geral seja crime, o cultivo para uso pessoal sem objetivo de venda é liberado, de forma que o sistema é por si só anacrônico. A posição do Pot Wine fica, portanto, numa espécie de Limbo Jurídico, que faz da ilegalidade uma pseudo legalidade ou algo que o valha.

Ei! Não me “olhem” assim…Estou tomando um Cabernet chileno!!!!

Artigo original: Vinho com Cannabis… de Cello Carneiro publicado [dia May 04, 2012 at 04:42AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios