O Beaujolais e a maceração carbônica de Jeriel em Blog do Jeriel

Primeira fotogarfia publicada no artigo O Beaujolais e a maceração carbônicaO Beaujolais e a maceração carbônica
de Jeriel publicado em Blog do Jeriel

A colheita manual é norma em Beaujolais. Embora tenha um custo maior, a principal vantagem para a Gamay é simples: ela permite levar cachos inteiros de uvas para a adega. Esses são então colocados num recipiente de fermentação e selados. Com seu peso, a pilha de bagos e hastes de cima esmaga a plha do fundo e inicia uma fermentação espontânea. Nesse ambiente anaeróbico, o dióxido de carbono cobre as uvas de cima, estimulando a fermentação dentro delas. Disso resulta um vinho com textura leve, suculento e de gosto frutado. Alguns produtores preferem uma maceração carbônica curta (dois dias) seguida pelo esmagamento tradicional, desengaçamento e fermentação com a tampa superior aberta. Fonte: O Grande Livro dos Vinhos – Publifolha – edição 2012.

Artigo original: O Beaujolais e a maceração carbônica de Jeriel publicado [dia May 28, 2012 at 12:04AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios