A China investe na Borgonha de Gianni Tartari em Goles & Letras

Primeira fotogarfia publicada no artigo A China investe na BorgonhaA China investe na Borgonha
de Gianni Tartari publicado em Goles & Letras

Produtores de vinho em uma das áreas mais prestigiadas da Borgonha, na França, manifestaram consternação com a venda do histórico Château de Gevrey-Chambertin, e suas vinhas, para um empresário chinês.

O castelo, datado do século XII, e suas vinhas, foram vendidas, este ano, para um magnata do jogo de Macau, na China, por um valor, sem precedentes, de 8 milhões de Euros (US$ 10 milhões), de acordo com Jean-Michel Guillon, Presidente da Associação dos produtores de vinho de Gevrey-Chambertin.

Propriedade da Borgonha nas mãos dos chineses

“Sabíamos que o castelo estava à venda um ano antes” disse Guillon. “A associação de produtores de vinho que represento, e inúmeras outras pessoas tinham, juntos, um projeto para comprá-lo para a comunidade e usá-lo como um centro de visitantes e recepção.”

Um grupo de enólogos franceses ofereceu, pela primeira vez, entre 4 a 5 milhões de Euros (US$ 5-6.25 milhões) para comprar a propriedade, que Guillon tinha avaliado em 3,5 milhões de Euros (US$ 4.38 milhões). “Os proprietários queriam 7 milhões de euros , e eles venderam por oito. Espero que este não seja o início de uma onda de investidores na Borgonha”, disse Guillon. “Estamos começando a ver nossa herança se despedaçando, já que essa não foi a única compra por estrangeiros aqui na Borgonha”, concluiu Guillon. Recentemente o Domaine Maume, também em Gevrey-Chambertin, foi vendido para um comprador canadense.

Gevrey-Chambertin é um dos vilarejos mais famosos na área de Côte de Nuits, na Borgonha. Tem 550 hectares de vinha, principalmente da uva tinta Pinot Noir.

Há um número crescente de propriedades francesas mudando de mãos, apesar da crise econômica global. Nos últimos 20 anos, o número de vendas dobrou e o preço médio por hectare aumentou três vezes, de acordo com uma pesquisa elaborada por especialistas de vendas da empresa Vinea. No entanto, uma nova geração de comprador surgiu: empresários, principalmente da China, estão comprando propriedades na França, particularmente em Bordeaux.

Artigo original: A China investe na Borgonha de Gianni Tartari publicado [dia August 30, 2012 at 11:11AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios