HARMONIZAÇÕES PARA FRUTOS DO MAR NAS FESTAS DE FINAL DO ANO de VINOTICIAS em VINOTÍCIAS

Primeira fotogarfia publicada no artigo HARMONIZAÇÕES PARA FRUTOS DO MAR NAS FESTAS DE FINAL DO ANOHARMONIZAÇÕES PARA FRUTOS DO MAR NAS FESTAS DE FINAL DO ANO
de VINOTICIAS publicado em VINOTÍCIAS

FRUTOS DO MAR: Tudo dependerá de como serão preparados os frutos do mar e seus acompanhamentos. A dica é escolher um branco com uma boa acidez, ou um rosé mais leve e aromático, pois os taninos leves e frutas verdes marcantes proporcionam frescor, resultando numa feliz combinação com mariscos, camarões e afins”.
Sugestões de Vinhos:
– Chateau Porcieux Rose de Provence 2009 – Provence – França: É um rosado de altíssima qualidade, que já foi indicado por 5 vezes como melhor rose da Expovinis. Elegante, com bastante frescor, ideal para acompanhar frutos do mar, carnes brancas, suínas, ou bebericar com os amigos. Importado pela CANTU.
– Gala 3 Viognier – Mendoza – Argentina: Esse vinho branco com notas de frutas brancas, cítrico e com fundo floral, traz boa acidez na boca, é complexo, equilibrado e com um final longo e persistente. Uma ótima escolha para acompanhar frutos do mar com sabor mais acentuado. Importado pela DECANTER.
Sancerre Sélection Première 2007 (Domaine Guy Saget) – Loire – França : Um dos mais celebrados, deliciosos e tradicionais brancos da França, elaborado no Loire com a uva Sauvignon Blanc. Bastante aromático e refrescante, com um toque levemente defumado, cheio de charme. Um clássico para acompanhar mariscos, ostras e frutos do mar. Importado pela MISTRAL.
– Mapema Sauvignon Blanc 2010 – Mendoza – Argentina: Mapema é o empolgante projeto pessoal de Pepe Galante com Mariano di Paola, responsável pelos tradicionais vinhos da Familia Rutini. Elaborado com uvas de vinhas de quase 30 anos de idade, plantadas em pé franco a quase 1.200m de altitude, é um branco intenso e fresco, com cativantes notas florais. Uma pequena parcela do vinho (8%), é maturada em barricas de carvalho de segundo uso, deixando o branco mais exuberante e complexo. Um grande achado. Provavelmente a melhor relação custo-benefício entre as sugestões. Vai bem com Aperitivo, atum grelhado, robalo, vieiras grelhadas ou frango assado. Importado pela MISTRAL.
– Ventolera Sauvignon Blanc 2009 – Chile: O vinho é elaborado pela Viña Litoral no Vale de Leyda sob o comando de Ignácio Recabarren reconhecido enólogo chileno. Um vinho com uma excelente complexidade, aromas a frutas brancas maduras, mineral, ervas, com belo corpo e uma acidez invejável acidez. Ficou entre os três melhores do ano 2008 no Guia de Vinos Chilenos de Patricio Tapia. Foi uma bela harmonização. Importado pela CASA DO PORTO.
– Espumante Veuve Paul Bur – França: vinho cristalino, com suaves toques amarelados e pérlage fino e persistente. Para festas, é uma excelente opção de espumante importado sem abusar no preço. Importado pela ZAHIL, representada em BH pela REX-BIBENDI.
– Espumante Veuve de Vernay – França: vinho cristalino, com ótimo perlage, fino e persistente. Para festas, é uma excelente opção de espumante importado sem abusar no preço. Importado pela PORTO A PORTO e CASA FLORA – pode ser encontrado no MARTPLUS.
– Pierre Gimonnet & Fils NV – Champagne – França : Champanhe básico da linha, muito bem feito, com aromas de frutas brancas. Na boca é fresco e cheio de aromas prolongados e ótima persistência. Importado pela CASA DO VINHO e PREMIUM.
– Champagne Drappier Carte d’Or – França: Espumante fresco e aromático, é quase um Blanc de Noirs, produzido quase totalmente com Pinot Noir, o que lhe dá reflexos rosados. Importado pela ZAHIL, representada em BH pela REX-BIBENDI.
– Espumante 130, Casa Valduga – Brasil: Elaborado com chardonnay e pinot noir pelo método tradicional, com 10 gramas por litro de açúcar residual. Amarelo dourado claro e brilhante, ótima perlage, pequena e abundante. Aroma de bom ataque, com boa complexidade, frutas maduras, frutas cristalizadas, mel, leveduras, baunilha, mel. Paladar de bom corpo, cremoso, com boa acidez, longo, já é excelente, mas acho que ficaria mais fino e equilibrado com 1 ou 2 gr de açúcar a menos. Nota: 88 pontos de Marcelo Copello.
– Espumante Salton 100 anos – Brasil: Elaborado com chardonnay e pinot noir (dominante) pelo método tradicional, sem dosagem, com 3 anos de autólise. Cor mais dourada, com ótima perlage. Aroma intenso e fresco, com brioches, baunilha discreta, cítricos, mel, nozes. Paladar intenso, de acidez elevada, ainda deve evoluir em garrafa, está novo. Nota: 89 pontos de Marcelo Copello.
– Miolo Millesime Brut 2009 – Brasil: Elaborado com chardonnay e pinot noir pelo método tradicional, com 9 gramas por litro de açúcar residual. Cor entre palha e dourado, com boa perlage, pequena e abundante. Aroma intenso, frutado, com baunilha, abacaxi. Paladar cremoso, boa acidez, sente-se a dosagem de açúcar, bem equilibrado, fim de boca adocicado,no geral muito bom, eu só diminuiria a dosagem em 1 ou 2 gramas. Nota: 88 pontos de Marcelo Copello.
– Pizzato Brut – Brasil: Elaborado com chardonnay e pinot noir pelo método tradicional, com 8 gramas por litro de açúcar residual. Palha intenso, boa perlage, pequena e abundante. Aroma de bom frescor, floral e cítrico, com toques de mel e tostados. Paladar leve e cremoso, bem equilibrado com boa acidez, média persistência. Nota: 87 pontos de Marcelo Copello.
– Salton Evidence – Brasil: Elaborado com 70% chardonnay e 30% pinot noir pelo método tradicional, com 7,3 gramas por litro de açúcar residual. Cor amarelo palha com reflexos esverdeados. Perlage pequena e abundante. Aroma de bom ataque, mostrando fruta doce, baunilha, brioche, mel, limão. Paladar de bom corpo, acidez crocante, bom com ataque do gás na língua, boa cremosidade e muito bem equilibrado. Nota: 86 pontos de Marcelo Copello.

Artigo original: HARMONIZAÇÕES PARA FRUTOS DO MAR NAS FESTAS DE FINAL DO ANO de VINOTICIAS publicado [dia December 29, 2011 at 01:27AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios