Degustação de vinhos das importadoras. de Beto em O Vinho e os Prazeres

Primeira fotogarfia publicada no artigo Degustação de vinhos das importadoras.Degustação de vinhos das importadoras.
de Beto publicado em O Vinho e os Prazeres

As importadoras de vinhos encontraram uma boa fórmula para apresentarem seus vinhos aos clientes e assim incrementarem suas vendas.

Diversas importadoras fazem, em geral aos sábados, degustação gratuita de alguns dos seus vinhos.
Já participei de várias delas:

A Importadora Empório Sório, que fica na rua dr. Augusto de Miranda 802, Pompéia (fone:2925.2601). Degustação aos sábados das 11 aàs 15 horas.

Esta pequena importadora trabalha com vinhos da Córsega, uma ilha que pertence à França. Esta ilha já esteve sob o domínio de Pizza e Gênova, que transferiram, nesta época, características marcantes a essa ilha. Este domínio influenciou também os vinhos da região, pois a maioria das uvas de lá são de origem italianas.


O seu simpático dono, Thierry , nos contou algumas curiosidades sobre a Córsega:
O dialeto que se fala na ilha é o mesmo que em Gênova.
A ilha tem montanhas de mais de 2,7 mil metros com neve o ano todo.
A ilha tem 200km de comprimento por 5 km de largura.
Suas estradas  são sinuosas e  é difícil  atravessar a ilha no sentido da sua largura, devido aos altos morros que ali estão.
A Córsega pertence hoje à França e fica à 1 hora de barco do porto de Livorno, na Itália.
Praticamente não se consome peixe na ilha, que, por ter sido muito invadida concentrou sua população nos morros, longe do mar e da possibilidade de pescar.
No canto direito da ilha, canto que dá para a Itália, o sol se põe mais cedo, portanto é um canto mais frio da Córsega, o único que produz a uva Pinot Noir.

Nesta degustação do Empório Sório, pude experimentar os vinhos;

Terra Nostra, feito da uva Vermentino. É um vinho leve, fácil de tomar. Seria interessante que tivesse um pouco mais de acidez. Custa R$54,00.

O vinho tinto, Orenga de Gaffory, feito de uvas Nierllucci Grenache . É um vinho bem encorpado, que não passa por barrica, recomendado junto a pratos de carnes ou caças. Custa R$115,00.
Provei também na segunda vez que estive lá:


Domaine Pasqua, das uvas Cabernet Sauvignon (60%) e Syrah 2004, que passa  oito meses por barrica francesa. É um vinho leve, com uma boa estrutura na boca. Custa R$ 91,60


Terra Mariana 2008, da uva Cabernet Sauvignon. Achei este vinho muito leve. Em geral gosto mais de vinhos encorpados. Seu preço é de R$ 61,20.

Esta importadora oferece alguns pacotes com 6 vinhos, assim  reduzindo substancialmente o seus preços.

Lá fui muito bem recebido tanto por Thierry como pela Melissa, ótimos anfitriões!
A Smart Buy Wines (fone 30455536), na rua Atilio Inocenti 621, no Itaim, promove aos também aos sábados, sua degustação de vinhos.


Esta importadora é especializada em vinhos norte americanos, mas conta também com produtos de outros países.


Na primeira vez que estive na Smart Buy Wines, provei o Chateau Montelena Chardonay, que ganhou a prova de Paris, que colocou a Califórnia no mundo dos bons vinhos. Ele custa R$349,00.


Noutra vez, provei o Pedroncelli, Cabernet Sauvignon 2009, do Dry Creek valley. Estava bem equilibrado. Custa R$99,00.

Na última vez em que estive lá ,provei vinhos como o Mettler, da uva Zinfadel, que por sinal, ganhou uma prova de vinhos americanos. Seu preço de R$110, com desconto ficou por R$99.

A Grand Cru, na sua loja de Alphaville (fone 4191. 8707), promove aos sábados, uma degustação de vinhos, em geral  com ofertas. O trabalho é feito gentilmente por sua equipe, organizada por Tiago.
Os vinhos espanhóis ali tem sido os de melhor custo/ benefício,
Posso citar:

 Splendore (de R$49 por R$42), Abad (de R$49 por R$42), Besllum, que teve a nota 93 RP (de R$69 por R$59) e Predicator (de R$79 por R$67).
A Decanter, cuja sede fica em Blumena SC, tem uma loja no Itaim, na rua Joaquim Floriano 838 (fone 3702-2020).

Em geral aos sábados ela escolhe de 2 a 3 vinhos para degustação dos clientes, dando descontos nos seus preços.


Última vez que estive lá, os vinhos eram:

O francês L’Etoile 2007 branco, da região da Jura. Ele é feito com a uva Chardonay, e tem a cor clara, apesar da sua idade. É um bom vinho! Seu preço de tabela é de R$111,55 . Estava no dia com 20% de desconto.


O Norte Americano Shadows Run Fox Creek 2008, Shiraz e Cabernet Sauvignon. Um vinho equilibrado, que custa R$85, mas no eventofoi vendido por R$68.


Para finalizar posso dizer que estes eventos são muito interessantes, pois nos dão uma boa ideia do que as importadoras tem para nos oferecer.

Artigo original: Degustação de vinhos das importadoras. de Beto publicado [dia September 18, 2012 at 02:08PM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios