Beaujolais e suas regiões – 1a. parte de Jeriel em Blog do Jeriel

Primeira fotogarfia publicada no artigo Beaujolais e suas regiões – 1a. parteBeaujolais e suas regiões – 1a. parte
de Jeriel publicado em Blog do Jeriel

Beaujolais é um distrito ao Sul da Borgonha de rara beleza, de pequenas vilas e colinas quase que exclusivamente plantadas com a uva Gamay. Considerada região distinta da Borgonha em termos de vaiedades e cepas, seus vinhos são diferentes dos produzidos em outras áreas. Décadas atrás, o Beaujolais construiu nos bistrôs de Paris e Lyon sua reputação de vinho popular, fácil de beber, sem grandes pretensões, de puro frescor, de fruta vívida e cítrica, estilo aproveitado ao máximo em termos de lucro, principalmente com a versão Noveau. Infelizmente, nos últimos anos, parece que Beaujolais perdeu o rumo, eis que a produção foi dominada por cooperativas e comerciantes, alguns dos quais sem nenhuma preocupação com a qualidade do vinho. Os mercados encolheram ao taç ponto que em 2002, a região viu parte de sua colheita ser enviada para destilação pela falta de consumidores. Apesar de tudo isso, Beaujolais ainda faz um bom vinho contando com um séquito de admiradores fiéis que vem nele um vinho com qualidade de bom preço. A seguir as principais regiões:  Juliénas, St-Armour, Chénas,  Moulin-à-Vent, Fleurie, Chiroubles, Morgon, Régnié, Brouilly & Côte de Brouilly Fonte – Coleção Vinhos do Mundo – volume 3 – França/Borgonha.

No próximo post sobre Beaujolais – as características de cada região.

Artigo original: Beaujolais e suas regiões – 1a. parte de Jeriel publicado [dia September 23, 2012 at 03:48AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios