POUILLY-FUMÉ EXPLICADINHO PARA VOCÊ de Jessica Marinzeck em 7 Minutos de Vinho

Primeira fotogarfia publicada no artigo POUILLY-FUMÉ EXPLICADINHO PARA VOCÊPOUILLY-FUMÉ EXPLICADINHO PARA VOCÊ
de Jessica Marinzeck publicado em 7 Minutos de Vinho

Oie!

Tenho andado um pouco ausente do blog, mas as coisas estão bem corridas para o lado de cá. Não gostaria de parar para escrever qualquer coisa então quando tenho um tempinho maior aproveito para (tentar) fazer um post bacana!

Eleições no Brasil rolando, e espero que você tenha votado consciente.

Mudando o foco, hoje é dia de conhecermos um dos vinhos mais famosos da região do Vale do Loire, na França: Pouilly-Fumé.

Pouilly-Fumé está à direita no mapa em tonalidade verde-escuro no Centre wines



A palavra fumé, para nós, em português, soa familiar: fumo ou fumaça. Essa, na verdade, é uma característica dos vinhos vindos de lá: fumaça e muito disso é devido ao solo calcário da região.

Esse vinho também chama a atenção pela sua característica mineralidade.

Os vinhos Poully-Fumé são o modelo de Sauvignon Blanc para o mundo. A uva Sauvignon Blanc reina nessa parte do Vale do Loire mas ela também é usada em blends na região de Bordeaux junto dá Semillon.

Voltando ao Loire, aqui os vinhos são produzidos em grande maioria em tanques de aço inoxidável, o que preserva sua acidez e frescor.

Existem produtores que usam barricas de carvalho, com a uva Sauvignon Blanc e o mais conhecido é Didier Dagueneau, que produz vinhos complexos, luxuosos, de bom corpo e mais caros também.

Os vinhos de Poully-Fumé têm potencial para serem harmazenados se você gosta de ter me casa algumas garrafas “para depois”.

Por serem mais frescos, com notas de maracujá, lima e boa acidez (como o rótulo acima que tive o prazer de degustar esses dias só que foi a safra de 2011), são vinhos que vão muito bem com frutos-do-mar, que tal uma casquinha de siri? Só tome cuidado para não exagerar na pimenta se você aprecia uma, assim como quem vos escreve, a sensação da pimenta na boca pode ficar mais forte.

Na região da Borgonha, existem uma comuna chamada:  Pouilly-Fuissé. Lá são fabricados alguns dos mais famosos Chardonnays, por isso, não confunda os nomes.

Bom, para quem não conhecia, e gostaria de saber mais sobre essa partezinha de uma das regiões francesas mais estreladas, tá aí. Espero que tenha gostado!

Artigo original: POUILLY-FUMÉ EXPLICADINHO PARA VOCÊ de Jessica Marinzeck publicado [dia October 08, 2012 at 10:20AM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios