A França quer resolver o problema da falsificação das Appellations d’Origine de noreply@blogger.com (Beto Duarte) em Papo de Vinho

Primeira fotogarfia publicada no artigo A França quer resolver o problema da falsificação das Appellations d'OrigineA França quer resolver o problema da falsificação das Appellations d’Origine
de noreply@blogger.com (Beto Duarte) publicado em Papo de Vinho

Estamos cansados de ler sobre grandes vinhos falsificados, principalmente na China, com garrafas de Château Lafite Rotschild, por exemplo.
Existe até um mercado de compra e venda de garrafas vazias para que outro vinho seja colocado dentro e ser vendido por um grande preço.
Outro problema bastante grave é a produção de vinhos com etiquetas indicando o nome de uma Appellation d’Origine francesa.
Vinhos feitos nos quatro cantos do mundo com a inscrição “Champagne”, Chablis, Bourgogne, etc… Na Argentina (foto do Bianchi Borgona) eram vendidos vinhos em garrafas estilo Bourgogne e com o nome da região, mas era apenas um vinho que o produtor sugeria como um vinho estilo Bourgogne, com variedades distintas inclusive.
Não sei se essas garrafas ainda são comercializadas, mas acredito que sim.
Os franceses encontraram na Tailândia um vinho com a inscrição « Graves contrôlée », além de um  beaujolais australiano que é produzido normalmente.

Agora o Institut National des Appellations d’Origine (INAO), decidiu acabar com isso.
O instituto pretende adotar medidas jurídicas para defender esse patrimônio frances e proibir de uma vez por todas a venda de marcas parasitas e piratas.

Artigo original: A França quer resolver o problema da falsificação das Appellations d’Origine de noreply@blogger.com (Beto Duarte) publicado [dia December 01, 2012 at 01:30PM] em .

Republicado por Eno Gastronomo

Anúncios